Referência em oftalmologia

Glaucoma

As cirurgias antiglaucomatosas são procedimentos cirúrgicos realizados para controlar a pressão intraocular (PIO), principal fator de risco para o glaucoma, com o objetivo de evitar a progressão das lesões no nervo óptico e a preservação da acuidade visual.

O Glaucoma

O Glaucoma é uma patologia ocular que propicia lesões no nervo ótico e campo visual, doença que pode levar a cegueira. 

Em grande parte dos casos, o glaucoma vem acompanhado da elevação da pressão intraocular, em todos os tipos de glaucoma, o nervo que liga o olho ao cérebro é danificado.

O tipo mais comum é o glaucoma de ângulo aberto, geralmente não apresenta sintomas além da lenta perda de visão, já o glaucoma de ângulo fechado, é uma patologia rara, uma emergência médica, seus sintomas incluem dores nos olhos com náusea e distúrbios visuais repentinos.

 


Conheça os tipos de Glaucoma:

Glaucoma de ângulo aberto (crônico): É o tipo mais comum de glaucoma e tende a ser hereditário, mas sua causa é desconhecida. O aumento da pressão ocular desenvolve-se lentamente, causando danos permanente no nervo óptico e, consequentemente a perda do campo visual.

Glaucoma congênito: Doença presente no nascimento, onde os recém-nascidos apresentam globos oculares aumentados e córneas embaçadas.

Glaucoma secundário: Ocorre após cirurgia ocular, catarata avançada, diabetes, traumas, uveítes ou uso de corticoides.

Glaucoma crônico: Geralmente atinge pessoas acima de 35 anos de idade. Uma das causas pode ser obstrução do escoamento do humor aquoso, um líquido constituído por água e sais dissolvidos, que tem como função nutrir a córnea e o cristalino além de regular a pressão interna do olho.

 

Tratamentos

O tratamento geralmente é feito por meio de colírios, mas em alguns casos a cirurgia torna-se uma opção.

  • Cirurgia ocular: Cirurgia para corrigir uma anomalia ocular.
  • Cirurgia a laser: Cirurgia que utiliza um feixe intenso, quente e concentrado de luz para remover tecido e controlar sangramento.

 


1. Trabeculectomia

O Trabeculectomia é um procedimento cirúrgico realizado no tratamento do glaucoma. Este procedimento busca criar um canal de drenagem do humor aquoso (líquido intraocular), permitindo o maior controle da pressão intraocular. É realizado com efeito de anestesia e dura aproximadamente uma hora.

2. Implante de Válvula de Drenagem

Esse procedimento pode ser recomendado quando não for possível a criação da válvula responsável pela drenagem do humor aquoso, através da trabeculectomia. Tornando necessário o implante de  uma válvula artificial.

3. Cirurgias Ciclodestrutivas

Quando o glaucoma já está em um nível elevado e a visão intensamente reduzida de forma irreversível, é realizado a destruição parcial do tecido responsável pela produção do humor aquoso. Reduzindo assim a quantidade de líquido produzido e em consequência diminuindo o nível da pressão intraocular.

As informações exibidas neste site têm como objetivo a orientação e não podem ser consideradas como uma consulta médica. Portanto, se você apresentar algum problema médico marque uma consulta com um de nossos especialistas.

Central de atendimento ( 19 ) 3727-6060